quinta-feira, 18 de julho de 2013

Dia 290: Voltar a «casa»!

A vida e o trabalho obrigaram-me a ficar vários meses fora e longe deste nosso mundo virtual (da blogosfera pessoal e profissional, do facebook profissional e até do gmail). Quando agora regressei, fui visitar as «minhas pessoas daqui» e não pude deixar de me comover com o reencontro com algumas delas...

A começar, claro, pela Lud e pelo Leo, agora em Lud e Leo pelo mundo, um queridíssimo casal brasileiro que conheci pessoalmente, quando voltaram a Lisboa em abril. Foi para mim uma alegria saber que existem mesmo, tal e qual são, e perceber que o que vivem é extraordinário.

Pelo mundo e também na minha casa...

A jovem brasileira Emília, autora de Emilianas, em quem eu, que tenho idade para ser sua mãe, por vezes me revejo, tanto no seu percurso pessoal como na sua luta por uma «vida boa». E mais, que me adicionou à sua «galáxia emiliana», tendo eu escrito tão pouco sobre este projecto de vida que é vivermos à procura do melhor de nós e de um mundo melhor.
Emília
A brasileira Ziula Sbroglio do Hora de mudar, uma supermãe de três e uma superprofissional e ainda o melhor exemplo que conheço de uma mulher focada em viver em permanente aprendizagem.
Ziula
A francesa-americana, Bea Johnson, mãe de dois, autora do blogue Zero Waste Home que «montou» a loja online mais completa de produtos naturais de que tenho notícia, e está a fazer o mapeamento dos pontos de reciclagem dos EUA.
Bea
A portuguesa Inês Nogueira, mãe de duas meninas e autora do blogue Caderno Branco que, por detrás da sua câmara fotográfica, escreve numa perspectiva algures entre a paz interior e um olhar estéticamente sensível sobre a vida.
Inês
A também portuguesa Ema Magalhães, autora do reconhecido blogue 365 coisas que posso fazer que nos ajuda a viver e a pensar, todos os dias, num quotidiano alternativo.
Ema
A tão jovem brasileira Thalita Carvalho da Casa de colorir cuja vitalidade e sensibilidade criativa são das mais estimulantes que conheço.
Thalita
Os jovens brasileiros do grupo Coletivo Verde com sorrisos nos olhos e toda a a força de serem um... coletivo.

Bom, pelo menos todos jovens de espírito...
E, em conjunto, pela quantidade e diversidade de informação verde que oferecem, os responsáveis pelo Setor Reciclagem que reúne a empresa com
responsabilidade social Setor Reciclagem e o grupo Arte Reciclada.

Setor Reciclagem


Obrigada, queridas pessoas do mundo daqui, por fazerem a minha vida melhor.


2 comentários:

  1. Eu também, querida Ziula, por saber que, mesmo sem mim, estás comigo. Bjs.

    ResponderEliminar